Friday, 28 September 2007

Amar verbo infinitivo

sim
eu tenho conciencia que eu o amo
e talvez vou amar ele pra sempre
tenho um puta tesao e o sexo sempre foi maravilhoso
mas acho que esse amor esta virando um amor de amigo
um amor de alguem que a gente deixou entrar
mas ja nao sei mais se e um amor maior- o amor amorzao
o amor companheiro
o amor pra vida inteira
e um amor cansado de amar sozinho
ai a gente passa a amar incondicionalmente
mas o incondicional nao exige
no entanto a gente exige da gente mesmo
e os desejos se tornam fatos
e nescessidades
e a gente vai mudando o foco
sem deixar de amar
mas dando mais importancia para a lista de desejos nao saciados pelo o objeto do amor

Duvida

" A duvida e o preco da pureza. E e inutil ter certeza". Infinita Highway, dos Engeinheiros do Hawaii lancada em 89, falava de duvidas, de escolhas, de facas de dois gumes. A frase fazia referencia ao ensaio de Jean-Paul Sartre " O muro" publicado em 1939.Eu deveria estar brincando de Barbie nos fundos de casa, enquanto esses meninos cantavam a duvida no final da decada dos anos 80.
Quase duas decadas depois, essa mesma musica, comeca a tocar silenciosamente num LP gravado em algum lugar da minha memoria. E enquanto a musica vai formando meu pensamento, e eu me entregando a ela, tento fazer sentido.
"Minha vida e tao Confusa quanto a America central, por isso nao me acuse de ser irracional." Confusao e como andar com areias nos olhos, andar no deserto e ficar vendo miragens a todo instante, e a todo instante ver elas mudarem de forma. Por isso e tao dificil parar e ficar no mesmo lugar. Confusao e ter varios caminhos a seguir, e nao ter como escolher. As vezes prefiro o caminho que me forja aos pes e nao me deixa escolha. Dai e a alegria extrema de um andar gostoso, ou o pesar de um caminho de pedras.
As escolhas me afligem tanto. Com saber qual caminho sera o mais prazeroso?
Ter duvida, no entanto, e ter escolhas, e ter escolhas e liberdade. E so tem medo da liberdade que nao e merecedor do voo.
Quero entao mergulhar na duvida mais ardente e sair dela com vida. Ja nao sei mais se o preco da pureza esta em seguir o coracao, a pratica, ou a lei do menor esforco. Talvez e inutil ter certeza. E qual bem nos faria ter a certeza de ter seguido o melhor caminho, ou o pior? Se a vida nao estatica, entao tambem as escolhas nao poderao ser medidas tais quais.
Renato Russo dizia que o caminho e um so. E talvez eu queira acreditar nisso. Nao importa a escolha. Depois de ter escolhido siga em frente e nao olhe mais pra tras. O futuro comeca agora- ele tambem dizia.
Da para notar que sou da geracao coca-cola dos anos 80....
Our house is made of glass... and our lives are made of glass; and there is nothing we can do to protect ourselves.
Joyce Carol Oates

Thursday, 27 September 2007

Santa Cruz


No silencio uma Catedral, um templo em mim onde eu possa ser imortal
Mas vai existir eu sei vai ter que existir nosso lugar
Solidao quem pode evitar...
Saudades de meus pais. Do que fui, da minha historia. Saudades do amor que um dia as pessoas sentiram por mim, por que distancia faz com que a gente se apague aos poucos na vida dos outros- sou apenas uma memoria Romar. Apenas uma memoria no guarda roupa de alguem

Solidao


Palavra amragura em minha boca - sorri seu dente de chumbo...

Definhar


Me tira de dentro de mim



De Cecilia Meireles


Mulher ao Espelho
Hoje, que seja esta ou aquela

pouco me importa.

Quero apenas parecer bela,

pois, seja qual for,

estou morta.
Já fui loura, já fui morena,

já fui Margarida e Beatriz,

já fui Maria e Madalena.

Só não pude ser como quis.

Saturday, 22 September 2007

Sleep


Sleeping state of mind

Sleeping state of my heart

Sleeping state of my dreams

And I keep on walking with closed eyes

There is nobody else to follow me

No even a lost shadow

Lost with my closed eyes

Thursday, 20 September 2007

As originais do Brasil

Havaianas

So ela tem

"Não entendo. Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender. Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras. Sinto que sou muito mais completa quando não entendo. Não entender, do modo como falo, é um dom. Não entender, mas não como um simples de espírito. O bom é ser inteligente e não entender. É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida. É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice. Só que de vez em quando vem a inquietação: quero entender um pouco. Não demais: mas pelo menos entender que não entendo."
Clarice Lispector

GUCCI - At last a good add!




The basics for Life



Created by Saatchi & Saatchi for People in Need

-Handbag £32 / Food for a week £4
-Sunglasses £24 / Access to water£8
-Pint of Beer £4.50 / 50 ltr of water 1.50


O mundo da minoria...




Sebastiao Salgado- O mundo da maioria











Pobre

Assisti ontem, quase sem querer, a uma reportagem na BBC sobre o que tornava uma crianca pobre no Reino Unido. Ai vao...

-NAO TER CELULAR
-NAO PODER IR EM VIAGENS DA ESCOLA
-NAO TER UMA AREA DE ESPORTE NAS REDONDEZAS DE CASA
-NAO PODER COMPRAR O UNIFORME COMPLETO DA ESCOLA

Ai calei por dentro, e lembrei das casas de papel, da sopa de papel, de criancas de dois, tres anos de idade pedindo esmola nas ruas. Lembrei da desnutricao da Africa, do arroz catado do chao.
Silencio...meu coracao nao quer mais pensar.

ultimo dia...


Wednesday, 19 September 2007

Murphy?

If anything can go wrong, it will

THICH NAT HANH


Nao diga que terei de partir amanha
mesmo hoje, eu ainda estou chegando

Olhe profundamente chego a cada segundo
Para ser um pequeno passaro
Com asas ainda frageis aprendendo a cantar em meu novo ninho

Para ser uma larva no coracao de uma flor
Para ser uma joia que se esconde no coracao de uma pedra

Ainda chego para poder rir e chorar
para poder ter medo e esperanca
o ritmo do meu coracao
e o nascimento e a morte de tudo o que sta vivo

Meu prazer e como a primavera
tao quente que faz as flores desabrocharem
em todos os confins da vida
Minha dor e como um rio de lagrimas
Tao cheio que enche todos os quatro oceanos

EU GOSTARIA DE TER ESCRITO ISSO

...Eu nunca fui uma moça bem-comportada. Pudera, nunca tive vocação pra alegria tímida, pra paixão sem orgasmos múltiplos ou pro amor mal resolvido sem soluços. Eu quero da vida o que ela tem de cru e de belo. Eu não estou aqui pra que vcs gostem de mim. Estou aqui pra aprender a gostar de cada detalhe que tenho. E pra seduzir somente o que me acrescenta. Eu adoro a poesia e gosto de descascá-la até a fratura exposta da palavra. A palavra é meu inferno e minha paz. Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que quase me deixa exausta. Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. Eu sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. Venha a mim com corpo, alma, vísceras, tripas e falta de ar.... Eu acredito é em suspiros, mãos massageando o peito ofegante de saudades intermináveis, em alegrias explosivas, em olhares faiscantes, em sorrisos com os olhos, em abraços que trazem pra vida da gente. Acredito em coisas sinceramente compartilhadas. Em gente que fala tocando no outro, de alguma forma, no toque mesmo, na voz, ou no conteúdo. Eu acredito em profundidades. E tenho medo de altura, mas não evito meus abismos. São eles que me dão a dimensão do que sou...
TEXTO DO GAROTAS DRAGGERS

Mikish- Japan




VAMOS FUGIR?

Patria amada Brasil

Volto ao tema. E me desculpem meu saudosismo tupiniquim. Me desculpem as redundancias. A falta de acento. Coesao verbal. E inclusive tropecos na escolha das letras.
Certa vez recebi uma critica bem azeda aqui. Aqui mesmo no Bale das Asas. Referente a meus erros de "portugues". A pessoa- que curiosamente nao se identificou- dizia que era inadimissivel erros tremedos vindos de uma escritora e se agrava o fato de eu pertencer a uma familia de professores. Obviamente a figura me conhecia, e bem por sinal.
Enfim quero deixar claro que nao sou e nem me nomeio uma escritora. O que sou? Nem mesmo eu saberia definir tamanha pergunta. Sou o que eu quiser ser. Sou o que os outros me veem. Sou o que os outros pensam que sou e o que eu mesmo penso ser. Portanto, no meio de tantos seres, e "eus", eu apenas peco perdao pelos erros gramaticais que cometi e ainda vou comenter ao longo desse blog, e ao longo da vida. E gostaria de me desculpar quando me repito em assuntos, mas eles me dizem respeito, e escrevo porque preciso- nao ganho pago pra isso. Portanto, nao e direito de ninguem, vir a mim, e apontar o dedo para algo que faco gratuitamente.
E claro que quem se encomoda nao precisa nem passar perto de minhas palavras. Elas nao te obrigam. Elas apenas te convidam docemente a pertencer ao meu mundo.
Hoje pelo caminho do trabalho vim me lembrando de uma conversa que tive ontem a noite. Nao sei nem se poderia dizer que foi uma conversa que tive, talvez tenha sido uma conversa que presenciei, com olhos arregalados, quase assustados com tamanha, tamanha...crueldade? Frieza? Egoismo talvez. Papo burgues ? Pode ser. Um papo chato, muito chato. Falavam mal do Brasil. E isso esta virando moda.
Desculpem meu romantismo barato, pintado de verde e amarelo. Desculpem minha tola ideologia.
Mas quem e que gosta de ver estranhos falando da mae da gente? Mae e mae. E a gente nao deixa falar mal. A gente nao abandona a mae, porque ela tem defeitos, a gente ama ela ate a morte. A gente pode ate ir morar sozinho, morar longe ou fora do pais, mas a mae da gente a gente nunca abandona. E e extamente assim que me sinto em relacao ao Brasil.
Compreendo a complexibilidade da questao. A incompreensibilidade da politica brasileira. A extrema ausencia de suporte social. A imensa grandeza da pobreza e de casa feitas de papel. De gente comendo sopa de papel. Ouvi falar que a violencia esta insustentavel. E que a amazonia continua sendo devastada.
Mas apesar disso tudo. Apesar da dor que sinto. E hoje ouvia no onibus a melodia do hino do Brasil. E lembrava da conversa que ouvia calada, e lembrava das cores e as dores de meu pais. E tive ganas de chorar.
Aquelas pessoas falavam que a ditadura se persistisse teria feito bem ao pais! Meu Deus! Nao consigo conceber tamanho insulto. Parem. Parem ja! E de meu pais que agora falam! E e em minha Patria que gospes e pisas, so porque dela ja nao precisas.
Ainda me emociono, quando ouco o Hino Nacional. Ainda me emociono toda vez que o aviao toca o solo de Guarulhos. Ainda me perco no ceu estrelado e no cruzeiro do sul. Ainda bato forte no peito por ter nascido em minha patria amada- gigante pela propria natureza. Que apesar dos pesares, ela e minha mae gentil, e dela nao desisto jamais.

Angelica de Chico Buarque

Quem é essa mulherQue can...ta sempre esse estri.....bilho?Só queria embalar meu filhoQue mora na escuridão do marQuem é essa mulherQue can...ta sempre esse lamento?Só queria lembrar o tormen.....toQue fez meu fi...lho suspirarQuem é essa mulherQue can...ta sempre o mesmo arranjo?Só queria agasalhar meu anjoE deixar seu cor...po descansarQuem é essa mulherQue can...ta como dobra um sino?Queria cantar por meu meni......no

Musica em Homenagem a ZUZU ANGEL- Mulher talentosa, assassinada em 1976 pela sombra da ditadura que assolou o Brasil.

Tuesday, 18 September 2007

Are my wings fixed yet? Am I ready to fly now?


Ainda ele - Jose

GENTILEZA GERA GENTILEZA AMORRR / MEUS FILHOS NOSSA CABECA NOSSO MESTRE O / MUMDO E UMA ESCOLA ENSINA O LADO POSITIVO E O / NEGATIVO NOSSO BOM PENCAMENTO NOSSO PARAISO / BOA PALAVRA A PORTA DO PARAISO DE DEUS PENSAME / NTO NEGATIVO DE MALDADE E O INFERNO DO DIABO A / MAL PALAVRAS A PORTA DO PURGATORIO DO MESMO / CUIDADO CABECINHAS CUIDADO LINGUINHAS FERINAS / POR JESUS DISSE PROFETA GENTILEZA AMORRR PAZ*


KINDNESS BEGETS KINDNESS LOVE / MY CHILDREN OUR HEAD OUR MASTER THE / WORLD IS A SCHOOL TEACHES THE POSITIVE SIDE AND THE / NEGATIVE OUR GOOD THOUGHTS OUR PARADISE / GOOD WORD AT THE GATE TO THE PARADISE OF GOD THINK- / ING NEGATIVE THOUGHTS OF EVIL IS THE HELL OF THE DEVIL THE / BAD WORDS AT THE GATE TO PURGATORY OF THE SAME (?) / TAKE CARE LITTLE HEADS TAKE CARE LITTLE WILD (?) TONGUES / FOR JESUS SAID PROPHET KINDNESS LOVE PEACE

Profeta Gentileza

[a música faz referência à José Datrino, personagem famoso no Rio de Janeiro. A história conta que em 1961, uns dias depois do incêndio do Circo Americano em Nitéroi, considerado uma das maiores tragédias circenses do mundo, Datrino recebeu um chamado divino e sua primeira missão foi consolar os parentes das vítimas, mudando-se para o local e transformando-o num jardim. Chamava a todos de “gentileza” e daí veio o apelido. Nos anos 80, pintou seus escritos nas pilastras do Viaduto do Caju. A obra resistiu às intempéries até o fim da década de noventa, quando começou a ser coberta por pixações e a Companhia de Limpeza Urbana cobriu tudo com cal, um ano depois da morte de Gentileza, em 1996. Em 2000, graças ao projeto Rio Com Gentileza [pra quem Marisa Monte compôs a música], os murais foram restaurados e hoje estão tombados como patrimônio da cidade.

Marisa Monte- Gentileza


Apagaram tudo

Pintaram tudo de cinza

A palavra no muro

Ficou coberta de tinta

Apagaram tudo

Pintaram tudo de cinza

Só ficou no muro

Tristeza e tinta fresca

Pelas ruas da cidade

Merecemos ler as letras

E as palavras de Gentileza

Por isso eu pergunto

A vocês no mundo

Se é mais inteligente

O livro ou a sabedoria

O mundo é uma escola

A vida é o circo

Amor palavra que liberta

Já dizia o profeta


They have erased it all They have painted everything gray The word on the wall Is covered with paint They have erased it all They have painted everything gray On the wall there is only Sadness and fresh paint Through the streets of the city We deserve to read the letters And the words of Gentileza For this I askYou in the world Which is more intelligent The book or the knowledge? The world is a school Life is a circus Love is the word that liberates So spoke the prophet

Greta Garbo

"We cannot help our nature, as God has created it. But I have always thought you and I belonged together."

Ainda Banksy







Branksy e um genio bem humorado!!!!! Quando estiveres em Londres olhe para os lados!!!!









Banksy







Banksy is Britain's most celebrated graffiti artist. Originally from Bristol, his stencils have become popular throughout the world. His subversive images can be seen daubed on walls and bridges throughout London. and many other locations around the world. Amazing prices for Banksy work at Sotheby's auction house shows just how popular and sought after his work has become.


On the 21st May 2007 Banksy gained the award for Art's Greatest living Briton, Banksy as expected did not turn up to collect his award and continued with his notoriously anonymous status.


Monday, 17 September 2007

e deixa as águas do tempo lavarem essa areia em teus olhos

MSN















Romar says:
tu é muito forte, Ana, nunca te esquece disso
Romar says:
não é qualquer vento que destrói uma borboleta
Ana says:
nao nao
Romar says:
e olha que nem precisa de muito vento pra derrubar uma árvore
Ana says:
borboleta sao mais fortes porque elas se deixam guiar pelos ventos- e eles as levam para outras dimensoes
Romar says:
exatamente

Alanis

I'm here but I'm really gone
I'm wrong and I'm sorry baby
What it all comes down to
Is that everything's gonna be quite alright
I've got one hand in my pocket
And the other one is flicking a cigarette
What it all comes down to
Is that I haven't got it all figured out just yet

Julio Cortazar

"En suma, desde pequeño, mi relación con las palabras, con la escritura, no se diferenciade mi relación con el mundo en general. Yo parezco haber nacido para no aceptar las co-sas tal como me son dadas."

lagrima

O Olho é um teatro por dentro.
E às vezes, sejam atores, sejam cenas,
e às vezes, sejam imagens,
sejam ausências,
formam, no Olho,
lágrimas.

I can't let you go




É preciso não esquecer nada
É preciso não esquecer nada: nem a torneira aberta nem o fogo aceso, nem o sorriso para os infelizes nem a oração de cada instante.
É preciso não esquecer de ver a nova borboleta nem o céu de sempre.
O que é preciso é esquecer o nosso rosto, o nosso nome, o som da nossa voz, o ritmo do nosso pulso.
O que é preciso esquecer é o dia carregado de atos, a idéia de recompensa e de glória.
O que é preciso é ser como se já não fôssemos, vigiados pelos próprios olhos severos conosco, pois o resto não nos pertence.
POESIA DE CECILIA MEIRELES

Tuesday, 11 September 2007

Fernando Pessoa


“Um dia a maioria de nós irá separar-se. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, das descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que partilhamos. Saudades até dos momentos de lágrimas, da angústia, das vésperas dos finais de semana, dos finais de ano, enfim… do companheirismo vivido. Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre. Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai para seu lado, seja pelo destino ou por algum desentendimento, segue a sua vida. Talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe…nas cartas que trocaremos. Podemos falar ao telefone e dizer algumas tolices… Aí, os dias vão passar, meses…anos… até este contacto se tornar cada vez mais raro. Vamo-nos perder no tempo…. Um dia os nossos filhos verão as nossas fotografias e perguntarão: “Quem são aquelas pessoas?” Diremos…que eram nossos amigos e…… Isso vai doer tanto! -”Foram meus amigos, foi com eles que vivi tantos bons anos da minha vida!” A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente……Quando o nosso grupo estiver incompleto… reunir-nos-emos para um último adeus de um amigo.E, entre lágrima abraçar-nos-emos. Então faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vida, isolada do passado. E perder-nos-emos no tempo….. Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades…. Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!

Monday, 10 September 2007

Ironic


It's like rain on your wedding day, it's a free ride when you've already paid, It's the good advice that you just didn't take-Who would've thought... it figures-

Well life has a funny way of sneaking up on you. When you think everything's okay and everything's going right. And life has a funny way of helping you out whenYou think everything's gone wrong and everything blows up In your face

A traffic jam when you're already late A no-smoking sign on your cigarette break It's like ten thousand spoons when all you need is a knife It's meeting the man of my dreams And then meeting his beautiful wifeAnd isn't it ironic...don't you think

A little too ironic...and, yeah, I really do think...

Sunday, 9 September 2007

Peace on earth! That's all we ask, peace on Earth for all beings. Live with more simplicity. Share more. Give more. Expect less. Desire less. Give more of your time to save the Earth. Peace on Erath, Peace on Earth.

Friday, 7 September 2007

Treasure Hunt

Life is like a treasure Hunt!
E estranho como o Universo se encarrega de nos enviar menssagens a todo o instante. Muitas vezes a gente nem ve. Nem ouve. Nem sente. Outras a gente escuta o eco com tamanha nitidez, que e quase como se o acaso tivesse voz.
Magia, destino, fe ou milagre. Eu sempre acreditei em um pouco de tudo. Um tudo de um pouco.
Patua nao faz mal a ninguem. Imagem de Nossa Senhora e bom ter.
Meditar e preciso. Pensamento positivo e mentalizacao tambem da certo. Conversar com anjos, ver desenhos nas nuvens, tudo isso vale.
Nasci sagitariana e por natureza, sou metade humana, metade animal. Vivo a flor da pele, no movimento que a vida me permite isso. Porque tive que aprender com os escorregoes a manipular as emocoes, esses cavalos selvagens alheios a todo resto.
Como sagitariana tenho meu arco apontado para as nuves, estrelas, constelacoes e o que mais houver por la. Misterios que nao desvendamos.
Acreditar no que nao conheco me instiga a uma entrega quase surreal. O nao saber as vezes e belo, amplo, magico. As vezes assusta e fere.
E tudo isso para dizer, que quando numa manha dessas, em que o destino revira ao redor entre ventos e revoadas e uma solidao aterradora toma conta de tudo o que e alma e o horizonte e apenas uma nuvem de fumaca.
Numa manha assim vem alguem com apenas 21 anos de idade. Olhos marrons, sardas no rosto. Vem alguem assim, cheia de vida e espectativas. O futuro aberto como paginas ainda nao lidas e me diz, com voz suave que a vida e como uma caca ao tesouro. As vezes o tesouro esta tao bem escondido entre tecidos de fumaca que a gente nao acredita nele. Mas e preciso ter perseveranca e coragem para remover esse imenso peso e encontrar o pequeno tesouro, que vale ser encontrado.
E ai sorri. Sim a vida e uma eterna caca a tesouros. A vida e imprevisivel. Nunca estatica. Aceitar as mudancas e parte da caminhada. O bale de asas. A borboleta. E preciso apenas ter coragem de ativar a engrenagem, e continuar seguindo nessa imansa busca de tesouros escondidos nas dificuldades.

Thursday, 6 September 2007

Stephen Fry

I don't watch television, I think it destroys the art of talking about oneself.

Wednesday, 5 September 2007

Sob o sol de Toscana

As fotos que prometi- Italia! 2007















Livros que me acompanham em 2009

  • Notes from my travels- Angelina Jolie
  • THE SHAMANIC WAY OF THE HEART - Chamalu- Luis Espinoza
  • Shooting Butterflies - Marika Cobbold
  • The Global Deal - Climate change and the creation of a new era of progress and prosperity- Nicholas Stern
  • The Penelopiad- Margaret Atwood
  • Discover Atlantis - Diana Cooper
  • Tne Gift - How the creative spirit transform the World - Lewis Hyde
  • My East End: A history of Cockney London- Gilda O'Neil
  • Delta of Venus- Anais Ninn
  • The Little Prince- Antoine de Saint Exupéry *** Apr
  • Doidas e Santas- Martha Medeiros (March)
  • The English Patient by Michael Ondaatje
  • Gilead by Marilynne Robinson - Feb
  • Healing With the Faries by Doreen Virtue (Feb)
  • Montanha Russa- Martha Medeiros (Feb)
  • O codigo da Inteligencia - Augusto Curry - Feb
  • O Ensaio sobre a cegueira - Jose Saramago ( Jan Lendo)

Livros que andaram comigo em 2008

  • Meditacao a primeira e ultima Liberdade by OSHO ( Dec)
  • The English Patient by Michael Ondaatje (Dec Lendo)
  • Harry Potter and the Philosopher's Stone - J.K Rowling (Oct Lendo)
  • The PowerBook - Janette Wintersone (Oct- )
  • A vida que ninguem ve- Eliane Brum (Sep - Lendo)
  • The Birthday Party - Panos Karnezis - (Sep )
  • Ensaio sobre a Lucidez -Jose Saramago (Lendo...)JUN
  • Nearer The Moon -Anais Ninn (Lendo..) JUN
  • Superando o carcere da emocao - Augusto Cury(lendo...) JUN
  • Perdas e Ganhos- Lya Luft Jun(Releitura) Jun
  • A Mulher que escreveu a Biblia - Moacyr Scliar(May) ****
  • The Secret By Rhonda Byrne (May)
  • Time Bites -Doriss Lessing March (lendo...)
  • Life of Pi - Yann Martel (March to May )
  • The Kite Runner -Khaled Hossein /March ****
  • Back when we were geown ups / ANNE TYLER (larguei na metade)
  • O Sonho mais doce - DORIS LESSING /Feb ****
  • The Crimson Petal and the White- MICHAEL FABER / Dec-Jan / ***

Livros que me acompanharam em 2007

  • Burning Bright - TRACY CAVILER
  • Fear of flying - ERICA JOUNG (larguei na 50th pagina)
  • I'll take you there - JOYCE CAROL OATES ***
  • Memorias de minhas putas trsites GABRIEL GARCIA MARQUEZ ***
  • The Siege - HELEN DUNMORE ***
  • A girl with a pearl earing - TRACY CHAVILER ***
  • A year in Province PETER MYLES ( larguei na metade)
  • The mark of the angel- NANCY HUSTON-
  • A bruxa de portobelo - PAULO COELHO -
  • Under the Tuscany Sun - FRANCES MAYA -
  • Sophie's World - JOSTEIN GAARDER *
  • The umberable lightness of being - KUNDERA- **
  • As aventuras da menina ma MARIO VARGAS LOSA - ****

Followers

Nas entrelinhas

About Me

Lua

CURRENT MOON
p>

FEEDJIT Live Traffic Feed